26 julho 2014

O Que Eu Acho sobre Autores Nacionais?

 Olá gatinhas e gatinhos!
 Como vão vocês? Está frio aí? Aqui está um gelo! Mas não é sobre o tempo que vim falar. Eu vim falar, ou melhor homenagear, os autores nacionais! Como muitos sabem ontem foi o dia Nacional do Escritor e que também eu sou super fã do trabalho da Marina Carvalho (que é uma autora nacional). E como no calendário de post constava que eu tinha que fazer um "O Que Eu Acho", eu decidi dar minha opinião sobre os mesmos... estão curiosos? Então "bora" lá!


 Antigamente eu tinha um certo preconceito com os autores nacionais... quer dizer eu tinha preconceito com livros! Eu odiava ler, só que quando eu descobri essa paixão pela literatura, tudo mudou. Meus textos foram ficando mais concretos, minhas palavras mais exatas e meu gosto de ler mais intenso. Só que uma coisa que não mudou tão facilmente foi o meu preconceito com autores brasileiros! Eu os considerava autores de quinta, pois eu não tinha paciência de ler livros como: O Cortiço, A Moreninha, Dom Casmurro... entre outros. Para mim a literatura nacional era seca e que não passava de grandes clássicos. 

"Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias. Díficil é encontrar e refletir sobre seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.E é assim que perdemos pessoas especiais." - Drummond de Andrade.
 Mas depois de um tempo eu comprei um livro pensando ser de autora estrangeira. Comecei ler e amei, e como uma boa curiosa que eu sou, eu resolvi ver de onde era a autora. Foi ai que eu descobri! Eram duas irmãs gêmeas e que moram em Curitiba. O livro se chama "Sete Vidas da Mônica e Monique Sperandio". 
 Eu tomei gosto de uma coisa que eu julgava ser ruim sem saber o que era. Depois de mais algum tempo, estava eu e minha irmã na livraria da minha cidade procurando um livro... eu estava! Ela não! Depois de umas meia hora de procura, minha irmã me mostrou um livro! O que mais tinha me chamado atenção no livro, tinha sido a capa, mas quando eu li a resenha eu me encantei. Resolvi comprar e ler! Adivinhem? Mais uma autora nacional. O livro que eu tinha comprado era o "Simplesmente Ana da Marina Carvalho"... mais uma vez eu tinha sido pega!
"Não devemos julgar a vida dos outros, porque cada um de nós sabe de sua própria dor e renúncia. Uma coisa é você ACHAR que está no caminho certo, outra é ACHAR que seu caminho é o único!" - Paulo Coelho
 Não importou quantas as vezes que eu julguei o autor nacional, eu mesma me apaixonei sem ao menos perceber! Hoje, eu considero a Marina Carvalho uma da melhores autoras de livros que eu já li.  Já todas as obras escrita por ela já publicada! E se eu me interessar por mais autores brasileiros, irei ler!
 Hoje eu não considero que existe autor ruim e bom! Eu considero que meu gosto é diferente do dos outros! 
 Ler é igual se apaixonar! Pois quando se ler, se cria sonhos, amores, felicidades e outras emoções. Não é preciso ler quinhentos livros para se considerar fanática. O importante e gostar do que está lendo! 
"Quem procura não acha. É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado." - Fernando Abreu 
 Então, se você lê clássicos e gosta! Não importa a opinião de ninguém! Do mesmo jeito que eu leio livros eróticos, eu também leio romance, drama, comédia[...]
 E ontem foi o dia Nacional do Escritor e eu queria dizer uma coisa: Não importa se vocês vendem bilhões de copias, ou cem! O importante é que você estão aqui para mudar o Brasil. Que nossos filhos no futuro tenham orgulho da literatura que se instalou aqui. E que a educação faça os jovens ler mais, ao invés de navegar internet!
 Muitas pessoas acham que ler é uma coisa chata, o que eles não sabem que a gente faz isso para fugir desse mundo realista e entrar em uma fantasia constante que os autores fazem. Mas no entanto, nem tudo é flores, já que nem todos reconhecem o prestigio de ser um autor nacional!
 Então que vocês tragam muitos outros livros para a gente ler!

Nenhum comentário:

Postar um comentário